segunda-feira, 15 de agosto de 2016

'Pokémon Go' revela desigualdade em Santos

Escrito por: Héric Moura

O jogo virou uma verdadeira mania, é difícil andar na orla da praia e não encontrar dezenas, ou até centenas de jovens caçando pokémons. Mas junto com a febre, um fato inesperado surgiu: a brincadeira virtual acabou revelando uma desigualdade muito real.


Jovens reunidos na Praça das Bandeiras para caçar Pokémons
Recentemente a empresa do jogo liberou na internet mapas que mostram onde estão os "Pokécentros" e "Ginásios" (locais públicos onde se pode caçar os pokémons e ganhar pokébolas). Aqui no Brasil tem acontecido o mesmo fenômeno que nos Estados Unidos e em São Paulo: lugares com maiores índices de pobreza acabaram ficando de fora do jogo.

Isso acontece porque os locais que a empresa lançou os pontos jogáveis foram escolhidos com base em um outro jogo lançado em 2013, o "Ingress". Um jogo em que os próprios usuários podiam marcar locais de referência, como igrejas, estátuas, pontos turísticos.

Mapa de ginásios e pokéstops na orla da praia
Dessa forma o mapa de Pokémon Go acabou tornando-se um radar sobre as regiões da cidade com oferta de pontos de lazer, cultura, esporte e vivência. E também das regiões carentes que acabaram sendo excluídas. Por exemplo o Dique da Vila Gilda, na Zona Noroeste, que tem mais de 10 mil moradores, mas ainda assim, não possuí pontos de referência no jogo.

Mapa de ginásios e pokéstops na Zona Noroeste

Uma das consequências da ausência de locais para caçar de Pokémons em lugares como a Zona Noroeste, é a dificuldade de acesso ao game pela população que vive nessa região. Ou seja, é mais fácil tornar-se um mestre pokémon se você mora "perto da praia" do que se você mora "perto do morro". O que gera um aprofundamento da desigualdade, afinal as opções de lazer para a juventude nessas regiões já são escassas.


Fontes:
Catraca livre: Como 'Pokémon Go' vira um mapa da desigualdade
Nexus Jornal: Por que os pontos de Pokémon Go distribuídos de maneira desigual 
Mapa Pokémon Go! Santos