quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Protesto contra o aumento da tarifa em Santos reuniu trabalhadores e estudantes nesta terça-feira,10




Protesto organizado pelo coletivo Domínio Público, Bloco de Esquerda e outras organizações, marcou o início das lutas contra o aumento da tarifa em Santos, que subiu 60 centavos, custando absurdos R$ 3,85. A concentração foi na praça Mauá, onde o grupo se reuniu entoando palavras de ordem, realizando panfletagem e conversas sobre o aumento da tarifa com as pessoas presentes na praça.

Logo em seguida, a manifestação se dirigiu em passeata até terminal de ônibus da cidade, parando o trânsito local e denunciando a mafia dos transportes com discursos e palavras de ordem.

No terminal, os manifestantes realizaram intervenções, denunciando a mercantilização do transporte, em diálogo com os usuários do serviço que esperavam ônibus no local, e que deram total apoio ao protesto. A manifestação se encerrou com reunião plenária na praça dos Andradas onde foi feita uma avaliação e se debateu os próximos passos da luta.


Nova manifestação neste sábado,14, às 16 horas na praça da Independência


Após debate na praça dos Andradas, foi deliberando coletivamente entre os presentes, que os coletivos, militantes e ativistas que organizaram a manifestação desta terça, irão fortalecer o ato contra aumento da tarifa convocado para sábado, 14, às 16 horas, na praça da Independência em Santos.


De acordo com o estudante Héric Moura, um dos coordenadores do coletivo Domínio Público "este primeiro ato foi muito importante e reuniu bastante gente no centro, dialogando com a população, mas não podemos parar por aqui, vamos seguir mobilizados e fortaleceremos o ato que esta sendo convocado nas redes sociais para este sábado.

O ato convocado pelo Facebook para sábado, 14, já tem mais de mil pessoas confirmadas e promete ser uma grande manifestação contra a máfia dos transportes e pela redução da tarifa em Santos. Clique aqui para acessar a página do evento da manifestação.